Informativo SINCLAPOL

Valquiria Gil Tisque, Presidente do SINCLAPOL, realizou visita de fiscalização nas Delegacias do litoral, bem como nas Unidades de Guaratuba.
A Unidade onde são realizados os flagrantes é muito antiga, fora inaugurada há décadas e até hoje sem uma reforma adequada. A construção não possui estrutura para atendimento de uma Unidade Policial, possui goteiras que inundam o local, fiação exposta, entre outras. Ressalta-se ainda que todos os anos durante a operação verão a Vigilância Sanitária é chamada, pois fica quase impossível para os policiais atenderem a população com a Unidade inundada.
A Delegacia oficialmente é a mesma, porém está separada em outro local os atendimentos de expediente. Em uma casa com escada estreita e curvilínea, sem qualquer possibilidade de acesso a cadeirantes ou idosos ao andar onde ficam os cartórios. E o mais intrigante é que os policiais precisam se deslocar ao município de Paranaguá para comprar os galões de água que serão consumidos na Unidade.
Como todas as Unidades, Guaratuba também enfrenta problemas e dificuldades, alguns deles podem ser sanados com apenas uma melhor administração. Porém, A FALTA DE EFETIVO É A MAIOR DE TODAS, como em todo o Estado do Paraná.
A Polícia Civil não tem efetivo para trabalhar. Os que trabalham dedicam suas vidas para manterem a Instituição funcionando e não têm o reconhecimento devido.
O SINCLAPOL permanecerá na defesa dos direitos e garantias dos policiais civis e nas denúncias de irregularidades encontradas nas Delegacias de Polícia do Estado do Paraná.