DIA DO BASTA!

 DIA DO BASTA!

Dia do Basta: Servidores(as) vão protestar por reposição da inflação na Ponte da Amizade em 27 de setembro

O Fórum das Entidades Sindicais (FES) e a União dos(as) Servidores(as) da Segurança Pública do Paraná (UFS) estão organizando um ato na Ponte da Amizade, em Foz do Iguaçu, no próximo dia 27 de setembro, para reivindicar reposição da inflação e respeito.

Segundo os cálculos da assessoria econômica do FES, a defasagem chegou a 25,44% em maio de 2021. Os salários estão congelados desde janeiro de 2016, ou seja, há 6 anos. Nesse período, o governo estadual pagou parte do acordo realizado por ocasião da greve de 2019, apenas 2%.

Usando a pandemia como pretexto, o governador Ratinho Júnior tem, sistematicamente, negligenciado os direitos do funcionalismo público. Em relação à reposição da inflação, é como se cada servidor ou servidora deixasse de receber 4 salários por ano. Com a aceleração da inflação nos últimos meses, as trabalhadoras e trabalhadores vêem seus salários desapareceram corroídos pelo aumento dos preços da alimentação, energia, água, combustível, gás e serviços de modo geral.

No acumulado dos últimos cinco anos, alguns itens alimentícios tiveram aumento bem acima da inflação. A batata subiu 397%, o tomate 344%, o arroz 199%, a energia elétrica 77% e a carne 72%. O preço do litro da gasolina em janeiro de 2016 era de R$ 3,76 e hoje, em alguns lugares, está sendo vendido a quase R$ 7.

A insatisfação com a falta de reposição dos salários devido a inflação aumentou ainda mais no mês de agosto, quando o governo conseguiu fazer os deputados estaduais que formam sua base de apoio na Assembleia Legislativa aprovarem a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) sem contemplar a reposição dos salários.

O governador desrespeita todas as categorias com a falta de diálogo (fortemente apresentado durante sua campanha ao governo) e, ainda, toma diversas medidas contra os(as) servidores(as) e deixa o serviço público mais sem condições de bom atendimento.

MAIS DINHEIRO PARA OS RICOS

Ao passo que se esquiva do debate e mesa de negociação permanente, o governo de Ratinho Júnior mantém vultosos subsídios para grandes empresários. Na LDO aprovada recentemente, o governador aumentou em R$ 5 bilhões de reais as isenções fiscais destinadas a grandes empresas e setores do agronegócio. Valores que já eram altos passaram de R$ 12 bilhões para R$ 17 bilhões de reais. Literalmente, o governador tira de quem ganha salário para dar aos ricos e super ricos.

SE NÃO TEM DIÁLOGO NOSSA TAREFA É LUTAR E DENUNCIAR O GOVERNO RATINHO JR PELAS AÇÕES CONTRA O POVO DO PARANÁ.

FES – FÓRUM DAS ENTIDADES SINDICAIS

UFS – UNIÃO DAS FORÇAS DE SEGURANÇA

Curitiba, 13 de setembro de 2021.