SINCLAPOL

Sindicato das Classes Policiais Civis do Estado do Paraná


Facebook SINCLAPOL Twitter SINCLAPOL Filiar-me ao SINCLAPOL
Policial Civil

Sinclapol/PR denuncia volta de presos para as delegacias.

Contrariando a sentença judicial, divulgada há trinta dias, proibindo a manutenção de presos, o décimo primeiro distrito, localizado na Cidade Industrial de Curitiba, está realizando reformas para voltar a receber presos. A situação foi descoberta pela equipe do Sinclapol/PR, em uma fiscalização sindical na última semana. Localizada no bairro mais violento de Curitiba, a 11@ Distrito tem somente um policial trabalhando de plantão registrando boletim de ocorrência, sem nenhuma condição de uma investigação posterior.

“Ficamos surpresos, pois há sessenta dias havia saído a sentença judicial proibindo a manutenção de presos, incluindo inclusive, uma multa diária por preso, determinada ao secretário de segurança, Wagner Mesquita, caso houvesse permanência de presos”, comenta o vice-presidente do Sinclapol/PR, Fabio Rossi Barddal Drummond.

Barddal explica que o local tem um parecer negativo dos órgãos da prefeitura, pois foi construído abaixo do nível da terra em uma região úmida onde infiltra água. Há celas com três centímetros de água. “Não há condições de uma pessoa permanecer com saúde em um lugar daqueles e mesmo assim estão pintando as celas para receber presos novamente”, informa.

Retorno de Presos

Diante do quadro, o Sinclapol/PR se posicionou veemente contra o retorno de presos para qualquer delegacia que esteja vazia. “Somos da opinião que a cada cadeia esvaziada, deve ser implementada uma reforma para a retirada das grades e transformação destas celas para outra utilidade, como cartório para escrivão, sala de investigação ou alojamento. Se as cadeias vazias não tiverem outra utilidade, elas continuarão em algum momento sendo abrigo de presos. É como se fosse uma válvula de escape, e esta válvula de escape não pode ser a polícia civil. Precisamos nos livrar desta responsabilidade que não é nossa. A responsabilidade dos presos é do Depen.” Mais da metade do orçamento do departamento da polícia civil são gastos com presos que ficam confinados ilegalmente em delegacia de polícia ao invés de serem gastos para cumprirmos nosso objetivo constitucional, investigar”, destaca Barddal.

Política do Governo

Barddal lembra a política do Governo Beto Richa de eliminação de presos nas delegacias.“Temos 10 mil presos em delegacias de polícia em todo Estado. As delegacias nunca foram locais de armazenar presos e isto vem acontecendo há anos. Se a política do governador é de tirar presos das delegacias, então porque a gestão do departamento de polícia está reformando as cadeias para volta de presos? Não aceitamos a reabertura das carceragens do Distritos da Capital. Ressalta Barddal.

Apelo aos Policiais

O vice-presidente do Sinclapol/PR faz um apelo aos policiais para que denunciem imediatamente ao Sinclapol/PR, as delegacias onde houver retorno de presos. “Liguem para a gente, pois estamos tomando providências para que isto não venha acontecer novamente”, conclui. Confira abaixo a sentença judicial expedida há trinta dias.

Abaixo as cópias dos documentos: