SINCLAPOL

Sindicato das Classes Policiais Civis do Estado do Paraná


Facebook SINCLAPOL Twitter SINCLAPOL Filiar-me ao SINCLAPOL
Policial Civil

CONHEÇA OS POLICIAIS QUE ESTÃO CANDIDATOS NO PLEITO DE 2014

Nome e Cargo. Nome para URNA Número Partido
       
JOÃO CARLOS DA COSTA
(Escrivão de Polícia)
JOÃO CARLOS (Candidato a Dep. Federal).
link: www.joaocarlosdacosta.com.br
4067 PSB
MANOEL CARLOS MENDES DA SILVA JUNIOR
(Escrivão de Polícia)

MANOEL MENDES JUNIOR (Candidato a Dep. Federal). link: Manoel Mendes Junior

4303   PV
EUGENIO COVALCHUK PRIMO
(Escrivão de Polícia)

EUGENIO COVALCHUK (Candidato a Dep. Federal). link: Eugenio Covalchuk

4380  PV
GILMAR JOSÉ PIRES
(Investigador de Polícia)
GILMAR PIRES (Candidato a Dep. Federal). 3688 PTC
CLAUDIO SALDANHA
(Escrivão de Polícia) 
KLAUDÍU (Candidato a Dep. Federal).  1307 PT 
MARIO SERGIO BRADOCK ZACHESKI
(Delegado de Polícia)
DELEGADO BRADOCK (Candidato a Dep. Estadual).  45150  PSDB
RUBENS RECALCATTI (Delegado de Polícia)

RUBENS RECALCATTI (Candidato a Dep. estadual).  link: Rubens Recalcatti

 55555  PSD
MARIA NYSA MOREIRA NANNI
(Delegado de Polícia)
MARIA NYSA (Candidata a Dep. Estadual). 12888   PDT
JUAREZ MEDEIROS
(Investigador de Polícia)

JUAREZ MEDEIROS (Candidato a Dep. Estadual).       link: Juarez Medeiros

51045   PEN
SHIRLEY PAGNOSI CORREA
(Papiloscopista) 
SHIRLEY PAGNOSI ( Candidata a Dep. Estadual).  44044  PRP
RENE PAULO FONTANELLI MACHADO
(Investigado de Polícia) 
PENINHA FONTANELLI (Candidato a Dep. Estadual). 23111 PPS 
JOSÉ ARNALDO PERÓN MARTINS
(Delegado de Polícia) 
DELEGADO PERÓN (Candidato a Dep. Estadual) 27197 PSDC 

 

11.° DP recebe seis Agentes Carcerários

Desde a última segunda-feira (25/8) estão trabalhando no 11.° DP, na Cidade Industrial de Curitiba, seis novos Agentes Carcerários, por ordem da SEJU (Secretaria de Justiça). Eles vão executar suas funções diretamente com os presos do Centro de Triagem, numa escala de 12 por 36, aliviando o acúmulo de trabalho e tensão dos Policias Civis da Delegacia da CIC.

“Aos poucos, todos os nossos pedidos estão sendo atendidos, por causa da força demonstrada pela categoria através do seu Sindicato de Classe, por ser inconstitucional, um desvio de função e acúmulo de trabalho. Já estava mais do que na hora de sermos atendidos nesta questão. Mais uma vez reitero que estamos colhendo os frutos de nossas manifestações, pacíficas e com pedidos pertinentes. Chega de sermos “babas” de presos”, disse André Luiz Gutierrez (Presidente do Sinclapol). 

Delegacia de Furtos e Roubos não tem mais carceragem

As diretorias do Sinclapol (Sindicato das Classes Policiais Civis do Estado do Paraná) e do Sindipol (Sindicato dos Policiais Civis de Londrina e Região) acompanharam no dia 20 de agosto a desativação da carceragem da Delegacia de Furtos e Roubos de Curitiba. Depois que o Governo do Paraná determinou o fechamento das carceragens de Curitiba, os presos não vão mais poder ficar nos distritos policiais ou delegacias especializadas. Somente o tempo necessário para que sejam feitas as lavraturas dos flagrantes, sendo encaminhados em seguida ao Centro de Triagem, no 11.º DP, na Cidade Industrial.

Hoje em Curitiba já não existem mais presos nas DPs, além dos citados. O 11.º DP receberá reformas, como obras de ampliação e melhorias na segurança local, para poder receber mais presos, pois de agora em diante funcionará como centro de triagem, até que o preso possa ser transferido para o sistema prisional. “A cada carceragem fechada nos DPs de Curitiba, nós cobramos a retirada das grades, para que essa prática não mais se repita naquele local”, declarou André Luiz Gutierrez, presidente do Sinclapol, desativando definitivamente as masmorras.

Leia mais...

DP de Imbituva pode ter carceragem interditada

Na manhã desta terça-feira (12/8), os diretores do Sinclapol André Gutierrez (Presidente), Daniel Luiz Santiago Cortês (Vice-presidente), Sidnei Belizário de Melo (Diretor), Elter Taets (Delegado Sindical) e Luiz Carlos Dalabona seguiram para Imbituva, a 172 km de Curitiba, para investigar uma denúncia. Chegando na Delegacia da cidade, ficaram impressionados com o situação encontrada, com 47 presos onde havia espaço para apenas 8.

Imediatamente André e Daniel notificaram a Juíza local, avisando da condição desumana que os presos estavam sendo submetidos e que a maioria já tinha o Mandato de Prisão expedido, com grande risco aos policiais de serviço. Na sexta-feira passada, durante uma inspeção de rotina foi encontrado um túnel quase pronto, por onde os detentos estavam planejando fugir assim que tivessem oportunidade.


Depois da notificação à Juíza, o Sinclapol pediu ainda que a carceragem da Delegacia de Imbituva seja interditada por não ter mais condições de abrigar presos. “Tivemos em Imbituva, identificamos todas as irregularidades e imediatamente notificamos a Juíza, que também recebeu o nosso pedido de interdição da Carceragem. Fizemos a nossa parte, agora vamos ver quanto tempo vão levar para desocupar o local”, declarou André Luiz Gutierrez, presidente do Sinclapol (Sindicato das Classes Policiais do Estado do Paraná).

 

Sinclapol participa do 8.º Fórum Brasileiro de Segurança Pública

 

Os diretores do Sinclapol André Luiz Gutierrez (Presidente), Daniel Luiz Santiago Cortês (Vice-presidente), Elter Taets Garcia (Diretor Delegacias Sindicais) e Fábio Rossi Barddal Drummmond (Feipol-Sul),
participaram nesta quinta-feira (31/7), do 8.º Encontro Anual do Fórum Brasileiro de Segurança Público (FBSP), realizado no Auditório da Escola de Administração de Empresas da Fundação Getúlio Vargas, em São Paulo (SP).

 

No evento foram debatidas as reformas necessárias do sistema prisional e o papel do Ministério Público, temas que ganham extrema importância após a forte exposição na mídia das condições precárias do sistema carcerário brasileiro. “Mais uma vez ficou claro que os principais pontos para um novo modelo de organização são: Readequação em carreira única, eficiência na gestão e integração”, declarou André Luiz Gutierrez, presidente do Sinclapol.

Leia mais...

Excesso de presos causa rebelião no 11.º DP

Na madrugada desta terça-feira (29/7), policiais contiveram uma rebelião de presos no 11.º DP, na Cidade Industrial de Curitiba, por causa do excesso de presos no local. Desde que o governador Beto Richa determinou o esvaziamento de delegacias e distritos de Curitiba, o 11.º DP passou a funcionar como um centro de triagem, porém ainda abriga presos. A delegacia tem capacidade para abrigar 32 presos, mas havia 160 presos durante a rebelião, quase seis vezes acima do limite. Durante a revista foram encontradas facas improvisadas e um buraco em uma das celas que foi interditada.

A partir desta quarta-feira (30/7), devem ser retirados cerca de cinquenta presos do 11.º DP até o fim de semana. “Precisamos ficar atentos às rebeliões em DPs para não acontecer mais tragédias. Lugar de preso é no presídio, com espaço, segurança e não nas delegacias, impedindo que policiais civis desempenhem suas atribuições, dando sequencia aos inquéritos e investigações”, disse Neilor Liberato Souza (Vice-presidente do Sinclapol).

PROGRESSÕES DOS POLICIAIS CIVIS

O Sinclapol e Sindipol Londrina, foram informados hoje 24/07, pelo Diretor Geral da SESP, Coronel Prates, que a implantação das progressões que ocorreriam no mês de Julho, não mais serão efetivadas nesse mês, devido a problemas ocorridos com os cálculos das progressões. No entanto, os sindicatos estão buscando esclarecer o ocorrido e cobrando a sua implantação o mais rápido possível.

CORREGEDORIA GERAL DA JUSTIÇA DEFINE – ESCOLTA DE PRESOS É COM A P.M.

Mais uma vitória da classe Policial Civil.

Decisão da Corregedoria Geral da Justiça, em pedido de providência deduzido pelo Sinclapol, definiu que as escoltas armadas e o transporte de presos para qualquer finalidade no Estado do Paraná cabe a Polícia Militar.

Longa luta travada contra tal ilegalidade finalmente se define pela justiça e pela representatividade conferida pelos Policiais Civis as entidades que realmente os representa.

Veja a decisão abaixo.

Leia mais...

AOS APOSENTADOS - CHAMADA DO JURÍDICO

Prezado(a) Senhor(a) filiado(a)

                                       Tendo em vista o sucesso da ação judicial proposta pelo SINCLAPOL que beneficia servidores policiais civis aposentados antes do ano de 1999, solicitamos que entre em contato com o Departamento Jurídico do SINCLAPOL, sito na Av. Mal. Floriano Peixoto, n.º 170, conj. 409, CEP 80020-090, Centro, Curitiba-Pr, ou pelo tel. 41 3024-4060, para tratar de assunto de seu interesse.

 André Luiz Gutierrez

Presidente do SINCLAPOL

Segue lista dos aposentados abaixo:
ADEMIR AGUILIERI, ADEMIR SALOMÃO
ADILIO AUGUSTO SEVERINO
ADILSON RODRIGUES DE LIMA
ALAOR GOMES DOS SANTOS
ALDERIJO BONACHE
ALETE CARVALHO DENCK
ALFREDO JACINTHO DO ROSÁRIO
ALMIR PACÍFICO
ALOYSIO FERREIRA DOS SANTOS
ALUS NATAL ALESSI
AMADEU MENDES PIRES
AMAURI RODRIGUES SIQUEIRA
AMILSON ROMANEL
ANTONIO AUGUSTO FERREIRA LOBO
ANTONIO CARVALHO
ANTONIO CAVALHEIRO DE LIMA
ANTONIO GOMES DE NOGUEIRA
ANTONIO PAULO CLEMENTE
ANTONIO PEDRO DA SILVA
ARAMIS VIEIRA BARBOSA
ARI SOUZA MACHADO
ARNALDO PEREIRA
ASDRUBAL OLIVEIRA GASPARELLO
AZUILO MELLO
BENEDICTO LOURENÇO PIMENTEL
BENEDITO CORREA BRAZ
BENISIO PEREIRA
BENJAMIM DE SOUZA
BERENICE NEMES DA GRAÇA ALBERTI
CARMELINA TROVADOR BLAGIN
CESAR JOAREZ FARIA BRANCO
CICERO BENEDITO GIRALDELI
CLAUDIO FARY
CLAUDIO HENRIQUE DOS SANTOS
CLAUDIO LINZMEYER
CLEUSA ROCHA DE ALMEIDA
CLORIS TEREZINHA PINTO FERRO
CONSTANT LINCZUK FILHO
DALTON SIQUEIRA RUSSO
DORALINO DA SILVEIRA
EDES FRIGERI
EDILSON LUIZ MARTINI
EDISON BELLO
ELIANE FERREIRA GUIMARAES
ELIAS MICHEL HABIB
ELIAS VICENTE
ERALDO CARDOSO GOMES
FENELON DIAS DOS SANTOS
FIOVARANTE PERUCHON DOS SANTOS
FLAVIO FERREIRA
FRANCISCO DE ASSIS SILVA
FRANCISCO INÁCIO DOS SANTOS
GENESIO PONTOGLIO
GERALDO AMARO DO NASCIMENTO
GERSON STARKE
GERSON ZAMBONI FANINI
GIBSON FRANCISCO VIEIRA
GILTON PAMPLONA
GUSTAVO HENRIQUE J. TEIXEIRA
HAMILTON ALVES DE FREITAS
HAMILTON ATHAYDE
HAMILTON JORGE ROSA
HERMES SOUZA
HILDO PAULINO FABRI
HIPOLITA DE LOURDES J. DONETTI
IRINEU FERREIRA FUENTES
IVO BOZZA
JAIR DE SOUZA
JAIRO CARDOSO JUNIOR
JEANETTE SPRENGER BONDNAR
JESUS CANONICE
JOÃO BATISTA DANIEL
JOÃO BROCHOSKI
JOÃO CARLOS ARMSTRONG
JOÃO MARIA TEIXEIRA
JOÃO PEDRO ARTIGAS
JOÃO VANIR PAES DE ALMEIDA
JOÃO VENÂNCIO DA SILVA RAMOS
JOÃO VICTOR LEONCIO DOS SANTOS
JOAQUIM FERREIRA DOS SANTOS
JOAQUIM MARIA CABRAL
JOAQUIM RAMOS DOS SANTOS
JOEL INDIO DE AZEVEDO
JOEL JENSEN
JOEL OLIVETTO
JORGE ALVES FERREIRA
JORGE EASBICK
JOSÉ ANTONIO NEVES
JOSÉ BORGES DE BRITO
JOSÉ LAURO DA SILVEIRA
JOSÉ LEOCADIO DE CAMARGO
JOSÉ MARIA DE CAMARGO
JOSÉ MARIA NEVES
JOSÉ MARTINS MARTINEZ
JOSÉ POMIM NETO
JULIO GRABOVOSKI
JULIO KAUST
LAERTES COSTA
LAURI LEAL DE CASTRO MIRA
LAURITA MARA SANTOS
LAURO NARCISO P. DE OLIVEIRA
LEONACEL DA SILVA MACHADO
LEONCIO TIRAPELLE
LUEMIR COSTA
LUIZ CARLOS DE SOUZA
LUIZ CARLOS MONTEIRO
LUIZ CARLOS SALLES
LUIZ CARNEIRO DE CHRISTO
LUIZ CATARINO DOS S. OLIVIERA
LUIZ GONZAGA DOS SANTOS
LUIZ TOMIELLO
MANOEL DE GOES
MARIA APARECIDA SIQUEIRA
MARIA FRANCISCA VIDAL MACHADO
MIGUEL KRAVETZ
MIGUEL MATIAS
MILTON DOUGLAS BUEST
MURILO MACIEL DE LIMA
NAIR IANOSKI
NELSON DA CUNHA
NELSON GARCIA DOS SANTOS
NELSON SABBAG
NEWTON ERNESTO PACHECO DOS SANTOS
NEWTON MARQUES CALVIN
NILSON DIAS
ODAIR CORDEIRO DOS SANTOS
OLIVIO DALLA SANTA
ONOFRE PORTES
ORLANDO FERREIRA
OSCAR TOSI
OSMAIR ALVES SALGADO
OSMARIO  DE OLIVEIRA
OSMARIO MARTINS
OSMIRO NUNES
OSNI ALVES DA SILVA
OSVALDO FERREIRA
OSVALDO SILVA BRASIL
OTACILIO FERREIRA VERMIEIRO
PAULO DA SILVA
PAULO GANTZEL
PAULO ROBERTO V. DE SIQUEIRA
PAULO ROMILDO ROSSI
PEDRO CIPRIANO DOS SANTOS
PEDRO MAGNO
PEDRO MOACIR G. BASTOS
RAFAEL CARLOS MONDA
RENE PEREIRA GOLVEIA
RICARDO GONÇALES
RICARDO MAGNA CORREA
ROMILDA ANGELA BRACKMANN
ROSELI GONÇALVES MACHADO SOARES
ROULIVAR ALVES MENDES
RUBENS RODRIGUES DOS SANTOS
RUTE DE SOUZA HASS
SAULO CESAR LEAL
SEBASTIÃO ALVES CARDOSO
SEBASTIÃO FOGAÇA DE S. NETO
SEBASTIÃO MARTINS DA SILVA
SEBASTIÃO NASCIMENTO
SEBASTIÃO ROBERTO COLLETO
SERGIO BANCHIS
TEODORO DE SOUZA ROBES
TEOFILO SEREDNICKI
TEREZA LOLI TANTIM
THEODORO DOS SANTOS LIMA
THEODORO LANDAL
VALDOMIRO PIRES DE OLIVEIRA
VANDERLIM RIBEIRO
VERA GOES CAILLOT
VERA MARIA DA SILVA
VERA MARIA KALETKA
VERONICA N.T. DE CAMARGO.
VICENTE ANDRADE BRANCO
VICENTE WISNIEWSKI
WAGNER LUIZ COELHO
WALDELICE ALVES DA SILVA
WALDEMAR BESTEL
WALDEMIR STARKE
WALDIR BARBOSA MARTINS
WILSON ESPERANÇA
WITOLDO DARCI NIEDZIELA
ZAIR DE SOUZA
 
VERNALHA & YAMASAKI  ADVOGADOS ASSOCIADOS
Av. Mal. Floriano Peixoto, n.º 170, conjs. 409/410/506 CEP 80020-090, Curitiba-Pr, tel. 041xx3024-4060,

PROGRESSÕES SERÃO PAGAS EM JULHO E INDENIZAÇÕES POR REMOÇÃO SÃO AUTORIZADAS.

As gestões realizadas junto a Sesp e Seap, para que os direitos dos Policiais Civis sejam reconhecidos e implementados, culmina com o pagamento das progressões por nível ainda neste mês de julho e os valores retroativos, para quem tiver este direito, serão pagos na primeira oportunidade de ajuste de caixa do Estado a Lei de Responsabilidade Fiscal.

O pagamento das remoções também estão autorizados, dependendo exclusivamente do cadastramento dos processos individuais no sistema Meta 4. Portanto, aqueles que têm direito a indenização por remoção, verifiquem seus processos e, caso não estejam cadastrados no novo sistema, utilizem o modelo existente preparado pelo GRHS.

Sinclapol e Sindipol Londrina, a verdadeira representatividade trabalhando pelos Policiais Civis do Paraná.

Link do requerimento:

https://www.facebook.com/photo.php?fbid=617943274969806&set=pcb.617943594969774&type=1

https://www.facebook.com/photo.php?fbid=617943258303141&set=pcb.617943594969774&type=1

 

STF: Cassada decisão que afastava exigência de registro sindical junto ao MTE

Entendimento firmado pelo Supremo Tribunal Federal (STF) no julgamento da Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI) 1121, segundo o qual não ofende o texto da Constituição Federal a exigência de registro sindical no Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), levou o ministro Ricardo Lewandowski a julgar procedente a Reclamação (RCL) 10160 e cassar decisão do juízo da Vara da Fazenda Pública de Mossoró (RN), que afastava tal requisito.

Na RCL, o Município de Mossoró (RN) questionava liminar concedida em mandado de segurança pelo juízo daquela comarca que determinou a liberação de três servidores de suas funções para atuarem no Sindicato dos Agentes de Trânsito e Transportes Públicos de Mossoró (Sindatran). Entretanto, segundo a prefeitura, aquela entidade sindical, autora do mandado de segurança, não comprovou seu registro no MTE. Portanto, não poderia ter acolhida sua pretensão pelo Judiciário.

Também de acordo com o município, o juízo da comarca utilizou precedente do Superior Tribunal de Justiça que foi superado pelo entendimento firmado pela Suprema Corte.

Leia mais...

SINDICATO LEGAL SÓ COM REGISTRO NO MINISTÉRIO DO TRABALHO.

O Ministério do Trabalho e Emprego é o órgão competente para conceder o Registro Sindical à organização representativa de categoria econômica, profissional ou específica, com o fim precípuo de zelar pela unicidade sindical.

Trata-se de atividade atributiva de personalidade, o que não implica em interferência do Poder Público na organização sindical, mas ato administrativo vinculado, tornando pública a existência da entidade, revestindo-a de personalidade sindical.

Leia mais...